Latim e Direito Constitucional

A filosofia ultrapassa a experiência sensível, para se distinguir essencialmente das ciências particulares da natureza, cujo objeto e sempre o sensível como tal.  Ela tem de partir do sensível para apreender, nesta mesma experiência, as causas e os princípios que constituem seu objeto próprio, que é inteligível e não sensível. Todo saber filosófico inicia-se pela experiência sensível, mas é o inteligível que a inteligência procura apreender no seio dessa experiência. O mais elevado objeto do saber filosófico, Deus e seus atributos, está de início incluído na experiência, a título de exigência inteligível do real apreendido pelos sentidos.

História da filosofia

Górgias na sua obra “Do não ser” desenvolve as três teses: Nada existe; se alguma coisa existisse não a poderíamos conhecer; se a conhecêssemos não a poderíamos manifestar aos outros.

Direitos reservados: os textos podem ser reproduzidos, desde que citados o autor e a obra. ( Código Penal, art. 184 ; Lei 9610/98, art. 5º, VII e Norma Técnica NBR 6023, da ABNT ).