Latim e Direito Constitucional

A filosofia, conservando rigorosamente sua natureza própria, específica, de ciência baseada na luz natural da razão, pode beneficiar-se, por parte da fé, de duplo conforto: - um objetivo, enquanto a fé lhe propõe certo número de verdades de ordem racional, envolvidas no seu contexto: (existência de Deus – livre criação do mundo por Deus para manifestação da bondade divina - providência universal - espiritualidade e imortalidade pessoal da alma humana - livre arbítrio etc.), - outro subjetivo, enquanto o ato de fé, com os dons de sabedoria e inteligência, confirma de cima as certezas racionais fundamentais, confere-lhe luz e força particulares, e ilumina, em benefício da inteligência filosófica, todo o campo do saber. Assim pode-se afirmar que uma filosofia responderá tanto mais autenticamente às suas exigências racionais, quanto mais profundamente cristã for, no sentido que acabamos de expor.

História da filosofia

Platão é o primeiro filósofo antigo de quem possuímos as obras completas. Dos trinta e cinco diálogos, porém, que correm sob o seu nome muitos são apócrifos, outros de autenticidade duvidosa. No fundador da Academia o mito e a poesia confundem-se muita vez com os elementos puramente racionais do sistema.

Direitos reservados: os textos podem ser reproduzidos, desde que citados o autor e a obra. ( Código Penal, art. 184 ; Lei 9610/98, art. 5º, VII e Norma Técnica NBR 6023, da ABNT ).