Latim e Direito Constitucional

Ordem lógica do saber filosófico

As coisas podem ser consideradas quer em si mesmas quer em relação a nós.  Do primeiro ponto de vista trata-se conhecê-las por seus princípios supremos e causas primeiras: é o objeto da filosofia especulativa.  Do segundo ponto de vista trata-se de saber como usar das coisas para o nosso bem absoluto. É o objeto da filosofia prática.

Estas  partes essenciais da filosofia serão além disso, precedidas, naturalmente, do estudo da lógica, que é como que o instrumento universal do  saber, enquanto define os meios de chegar ao verdadeiro. A lógica fica sendo assim, como espécie de introdução à filosofia, e só por redução pertence à filosofia especulativa.

História da filosofia

Quanto ao mundo físico, uma vez que não é objeto de ciência, Platão  trata-o apenas por fábulas ou mitos, que desenvolve com todos os recursos de uma arte maravilhosa, mas que servem unicamente para encobrir a impotência  de sua doutrina com relação à realidade corpórea.

Direitos reservados: os textos podem ser reproduzidos, desde que citados o autor e a obra. ( Código Penal, art. 184 ; Lei 9610/98, art. 5º, VII e Norma Técnica NBR 6023, da ABNT ).